quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Técnica para ser feliz em um ônibus.

Sim, muitas das pessoas hoje em dia precisam de um carro com ar, e não querem ver um ônibus nem de longe.

Eu penso diferente...

Acho que sou mais feliz no ônibus.

Estar dentro de um carro pode ser muito cruel, não existe pessoas para vc olhar, nem o motorista e o trocador para desejar bom dia.
Não existe atenção nas coisas simples, aquelas que você nunca pode notar dirigindo um carro, e que nem todos que estão em um ônibus podem notar, os morros, o mar, o movimento, ritmo das pessoas que estão atravessando um sinal, os cheiros, as cores, e principalmente a brisa gostosa que bate no seu rosto, que pode ser seguida, para sua sorte ,de uma brisa que mostra que vai chover em minutos.
Pare de pensar em carros, e apenas no individual.

Abra a janela do ônibus, se estiver de cabelos soltos, prenda-os, ou não!
Sinta a energia que vem da rua, sinta o som da rua e veja tudo isso como um grande filme em que a sua participação faz toda a diferença, seja como diretor, ou ator dessa idealização!

Em tudo se vê arte, só depende do ser em questão.

4 comentários:

Suka disse...

Caramba, como me identifiquei com seu post Le, perfeito.

Wil disse...

mandou muuuito bem!!!

Natallia Alves disse...

O melhor do ônibus, aproveitando sua composição, é apenas uma palavra: "coletivo"!

Excelente texto.

JahMorreu disse...

Me lembrei de um post antigo de fotolog que li sobre o 100, com sua vista da Baía de Guanabara.

Infelizmente, o ônibus ainda tem muitas coisas que o carro não tem, como superlotação, atrasos, fedor, suor, falta de educação, falta de manutenção, falta de logística...

Quem dera todos nós sempre pudéssemos pensar sempre no coletivo (seguindo a dica) e nunca no cata-corno !