quinta-feira, 29 de abril de 2010

Só...

Realmente,
Nao consigo aguentar um mundo onde temos que nos preocupar com amizades concebidas na infância, que devem permanecer intactas o resto de nossas vidinhas.

Não, agregar o mundo é a palavra de Ordem.

Eu não aguento mais a saudade inexistente que é comentada depois.
Eu não aguento a tentativa falha de mostrar preocupação.

Eu quero emoções sinceras, eu quero sensações inexatas, eu quero possibilidades, vontades...
Quero o mundo...

Quero Verdade, no meu coração, e no coração de quem lida comigo.
e Se não sinto essa verdade, fazer o que...algumas coisas não podem ser como queremos.

Sei que essa verdade existe, e que ela aflora quando está por perto...
Sei que ela não se acaba..
Mas vou estar sendo falsa comigo, e com o outro se demonstro uma coisa a qual o coração não está sentindo.

2 comentários:

Wil disse...

Thruth!!!

Por isso que te amo muito!

Natallia Alves disse...

Mais um excelente texto, e um dos poucos que geriu com o qual me identifico...

Acho que diria um pouco mais que você, mencionaria toda a hipocrisia que há em transformar quem mal se conhece no mais novo amigo de infância e relegar o então amigo de infância a um ilustre desconhecido, a uma muleta que só será usada nas horas de solidão...Mas para quê tentar melhorar o que já é ótimo?! Talvez até estrague.

Parabéns por mais este...Por todo seu talento, por todo seu charme, por você ser tão você e que a "adoro"...sorte e sucesso, sempre!